Contraposição de Estilos – Reativo x Proativo

No empate entre Lazio e Inter (1 a 1) a contraposição de estilos foi uma verdadeira aula de futebol.

A Lazio de Simone Inzaghi predominantemente reativa. Mais recuada, compactada, esperando a Inter no seu campo de defesa.

Enquanto a Inter de Antonio Conte em seu estilo proativo. Avançando o bloco de marcação, tentando encurralar o adversário desde a saída de bola.

Na prática a Inter tentava invadir o bloco fechado da Lazio, com um volume de jogo maior. Por sua vez, a Lazio tentava explorar o bloco aberto da Inter, com um volume de jogo menor.

Onde Jogos Assim São Decididos?

Na esmagadora maioria de jogos com esse cenário, os fatores decisivos são: a eficiência da marcação pressão do time que se propõe a ser proativo, e a velocidade de recomposição do bloco caso a marcação pressão seja batida.

Ou seja, quando a marcação pressão funciona, ótimo. Entretanto, quando não funciona o time fica exposto.

Por isso a importância da velocidade de recomposição do bloco, para diminuir essa exposição. Aliás, já escrevi tudo o que você precisa saber sobre marcação pressão nesse texto.

No clássico italiano não foi diferente!

Eficiência da Inter de Milão

No primeiro tempo, a marcação pressão e a velocidade de recomposição da Inter funcionaram muito bem.

Primeiro Tempo - Lazio x Inter
Mapa de Ações do minuto 15 ao 45.

Dessa maneira, a Lazio encontrou sérias dificuldades tanto para avançar em campo, quanto para criar jogadas perigosas.

Ou seja, a Inter potencializou suas vantagens. Aumentando seu volume de jogo e diminuiu os riscos da sua exposição.

Além disso, encontrava espaço para finalizar jogadas pelos lados do campo. Em uma dessas jogadas marcou o gol.

Observe como a Lazio estava bem postada, com seu bloco compactado no lance do gol. Mesmo assim a Inter encontra espaço para invadir a área e criar a oportunidade.

Eficiência da Lazio

No segundo tempo, a marcação da Inter perdeu intensidade. Assim, a Lazio começou a avançar em campo com mais frequência.

Segundo Tempo-Lazio x Inter
Mapa de Ações do minuto 45 ao 60.

Com isso, um espaço crônico que o desenho defensivo da Inter apresentava, ficou evidente: a liberdade para os cruzamentos sem profundidade.

No primeiro tempo, a Lazio não teve esse volume de jogo ofensivo, mas a brecha estava lá. Quando passou a ter a bola no ataque começou a explorar esse espaço.

Não é preciso dizer como o gol da Lazio saiu, justamente num cruzamento sem profundidade, finalização na segunda trave.

Observe a liberdade do portador da bola antes de fazer o cruzamento. Domina, ajeita, levanta a cabeça, espera a movimentação na área, e nenhum marcador chega.

Expulsão e Drama

Após o gol de empate, a Lazio ganhou ainda mais confiança e passou a chegar com perigo.

O jogo parecia se encaminhar para uma virada, quando aos 68 minutos Immobile foi expulso por agredir Vidal.

Após a confusão, o jogo mudou completamente.

A bola pouco rolou. Jogo picado, faltoso, dramático!

Ainda tivemos algumas oportunidades dos dois lados e tempo para a expulsão de Sensi.

Mas o empate permaneceu no placar até o apito final.

Enfim, jogos como esse só reforçam a tese de que não existe um jeito certo de se jogar futebol. A chave para o sucesso, inevitavelmente, passa pela eficiência na execução da estratégia proposta.

E nesse caso também o controle emocional!

Revolucione sua leitura de jogo! Comece agora o Curso de Análise Tática. Utilize cupom categoriacanal na hora da inscrição.

Grande abraço e até a próxima!

Curso de Análise Tática

Gostou? Compartilhe esse texto!