Segredos dos Contra-Ataques Mortais

Você sabe quais são os segredos dos contra-ataques mortais no futebol?

Observando alguns pontos específicos das duas equipes, é possível projetar se a tendência é sair gols de contra-ataque.

Aliás, conhecendo as duas equipes, é possível antecipar esse cenário antes mesmo da partida começar!

Nesse texto mostrarei do que é feito um bom contra-ataque. Como uma equipe pode potencializar essa tática, e também como se defender dessas jogadas mortais.

Portanto, se você deseja descobrir quais são esses segredos bastar ler esse post até o fim.

A Falsa Expectativa de Gols

Imagine o seguinte cenário. Um time chamado Categoria FC, com muita posse de bola, “amassando” seu adversário na própria área, que fica fechado atrás rebatendo a bola.

O Categoria FC tenta um cruzamento, quase sai a finalização, a zaga adversária rebate. Tenta um chute de longe, o goleiro espalma para escanteio. Desse escanteio, sai a disputa e… mais um escanteio.

No segundo escanteio o adversário rebate, mas o Categoria FC ganha a sobra e já se lança novamente ao ataque.

Dessa vez tenta uma jogada individual, dribla um, dribla dois, sai o cruzamento… mas no último instante o defensor se recupera e desvia a trajetória da bola.

O Categoria FC vai alimentando suas tentativas de finalização, o gol vai “amadurecendo”, o time está bem.

Pelo menos essa é a sensação que desenvolvemos, certo?

Agora, se pensarmos que esse é o looping do jogo, e isso se repetiu ao longo do primeiro tempo inteiro. Quantas finalizações perigosas o Categoria FC criou?

Nenhuma!

Segredos dos Contra-Ataques Mortais

O time levou desvantagem no jogo aéreo, e as táticas de finalização foram neutralizadas pelo adversário.

O time recuperou bem a bola e avançou bem em campo. No entanto, não finalizou de forma eficiente.

Esse é o cenário clássico da falsa expectativa de gols. Onde parece que o time está perto do gol, mas não está. E aí começam os problemas.

O time se empolga, se expõe demais e… sofre o gol de contra-ataque.

Quantas vezes você já viu isso acontecer? Tenho certeza que muitas.

Interação Tática

Obviamente, nesses cenários, nem sempre nosso querido Categoria FC sofreria o gol de contra-ataque. Uma vez que o contra-ataque dependeria também das forças ofensivas do adversário.

Então como descobrimos se o contra-ataque está no roteiro do jogo? O que precisamos perceber para antecipar essas jogadas? Qual a diferença tática dos jogos onde o gol de contra-ataque sai ou não?

Bom, como você já deve ter percebido, eu fiz questão de começar esse tópico dizendo que isso não depende de apenas um time, mas sim da interação tática das equipes.

Interação Tática

Resumidamente, precisaríamos medir o nível de exposição do Categoria FC, e o poder de contra-atacar do adversário. Essa é a base para saber o risco de sair um gol de contra-ataque.

Existem duas coisas importantes para avaliar o nível de exposição de qualquer time: velocidade de recomposição do bloco, e quantos jogadores passam da linha da bola para serem opção de passe na frente. Aliás isso já foi assunto deste post sobre leitura de jogo.

Ok, você deve estar pensando: “entendi a importância de medir a exposição, mas e o contra-ataque de fato?”. É o que veremos a seguir…

Segredos dos Contra-Ataques Mortais

Existem vários pontos que potencializam um contra-ataque, nesse texto vou explicar 4 que irão te ajudar a entender melhor essas jogadas.

#1 – Saída em Velocidade

Quando um time recupera a bola, vai ter poucos segundos para explorar seu adversário com desenho defensivo desfeito. Dessa forma, é fundamental que o time saia de trás em velocidade, vertical, em direção ao gol. Uma vez que a janela de oportunidade se fechará rapidamente.

Contra-Ataque - Tottenham x Ajax
(Saída em velocidade aproveita adversário aberto.)

Esse é um pré-requisito básico, uma vez que a grande maioria dos times vai perder a bola e se organizar para recuperá-la. Enquanto isso não acontece o time estará vulnerável.

Portanto, se você notar que a equipe recupera a bola mas perde muito tempo para sair de trás, ou prefere manter a posse de bola na defesa antes de avançar, o contra-ataque tende a não funcionar.

#2 – Volume de Jogadores

Não basta apenas um ou dois saírem de trás em velocidade. A equipe tem que se projetar com o máximo de jogadores possível. Seja para criar linhas de passe, seja para arrastar a marcação, abrindo mais espaços para serem explorados.

Segredos dos Contra-Ataques Mortais
(Movimentação sem a bola para abrir espaço.)

Quando outros jogadores avançam, além dos atacantes, a equipe tem mais chances de criar superioridade numérica. Aumentando consideravelmente suas chances de marcar o gol.

Então, atenção a quantos jogadores saem de trás na hora de contra-atacar, esse ponto é fundamental.

#3 – Tempo e Entrosamento

O contra-ataque dura segundos, a tomada de decisão tem que ser muito assertiva. Saber o momento certo de prender a bola, e o momento de soltá-la é importantíssimo.

Tempo - Contra-Ataque - Brasil x Belgica
(Prender a bola, atrair o adversário e soltar no momento certo.)

O timing de esperar o momento adequado, e o entrosamento dos jogadores para saberem as movimentações esperadas, potencializa qualquer contra-ataque.

Assim, você deve tentar perceber se a bola não “queima” no pé dos atletas, se eles se movimentam sem ficar em impedimento, se eles fogem da marcação. Esses comportamentos bagunçam ainda mais as defesas.

#4 – Adaptação

O adversário irá oferecer diferentes tipos de espaço. Assim é necessário que o time tenha movimentações específicas para cada espaço encontrado. Saiba explorar os lançamentos, as arrancadas individuais e a troca de passes vertical.

Contra-Ataque - Adaptação
(Mix de passes, lançamentos e arrancadas para explorar os diferentes espaços.)

O contra-ataque é construído por outras táticas. Assim, quanto mais armas ofensivas à disposição de uma equipe, mais perigoso será seu contra-ataque.

Então, sugiro que você passe a observar esses quatro pontos a cada contra-ataque. Dessa forma, você estará avaliando o poder de contra-atacar daquela equipe.

Quanto mais marcante for a presença desses pontos na sua análise, maiores as chances de um gol dessa tática acontecer.

Contra-Ataque na Prática

Sem dúvida o cenário mais favorável ao gol de contra-ataque une: alto nível de exposição de uma equipe, e maior poder de contra-atacar do adversário.

Quando esses fatores se combinam, pode ter certeza que grandes chances acontecerão com base nessa tática.

Contra-ataques por si só são mais complexos do que podem parecer. Assim como tudo no futebol, é necessário estudo e dedicação para entender seu funcionamento.

Como eu digo aos alunos(as), os contra-ataques são compostos por outras táticas de finalização.

Não é a toa que no Curso de Análise Tática é a última tática de finalização estudada. Porque primeiro precisamos entender os detalhes das outras táticas, e só depois o que compõe os diferentes tipos de contra-ataque.

Lembrando que se você ainda não é aluno(a) e quiser se inscrever, leitores(as) do blog podem usar o cupom de desconto: categoriacanal. Aguardo você do outro lado!

Entretanto, apenas com os pontos desse texto, tenho certeza que sua percepção irá melhorar bastante.

Então, esses são os segredos dos contra-ataques mortais, e o resumo da ópera é o seguinte:

  1. Medir o nível de exposição da equipe.
  2. O poder de contra-atacar do adversário.
  3. Projetar a interação tática.

Com esses três passos simples você irá identificar os contra-ataques mais mortais nas partidas de qualquer campeonato.

Grande abraço e até a próxima!

Curso de Análise Tática

Gostou? Compartilhe esse texto!