O Que Esperar das Equipes no Retorno dos Campeonatos


O que podemos esperar das equipes no Retorno dos Campeonatos? Os times tendem a se comportar em campo da mesma forma que vinham se apresentando antes da parada? Quais times ou estilos de jogo terão vantagens e quais terão desvantagens?

Resolvi fazer essa postagem para refletirmos sobre os impactos esportivos causados pelo isolamento social, adotado praticamente no mundo inteiro.

Futebol Cursos

Retorno dos Campeonatos

A primeira questão é que até a presente data, nada se tem em termos de definição sobre quando os jogos irão voltar. As principais ligas da Europa trabalham com datas hipotéticas mas sem nenhuma definição.

Em suma, as situações das cinco principais ligas nacionais europeias são semelhantes. Nenhuma determinou quando os campeonatos voltarão.

Na Alemanha alguns times já voltaram os treinos, mas ainda com medidas restritivas. No entanto, os treinos são divididos em grupos de atletas, que treinam em horários separados. Dessa forma, evitando maiores aglomerações de pessoas. Os dirigente trabalham com a possibilidade de retomar a Bundesliga já na primeira quinzena de maio.

Retorno dos Campeonatos - Alemanha

Na França os dirigentes da LFP (Liga Francesa Profissional) trabalham com a possibilidade de retomar a Ligue 1 em junho, na primeira ou na segunda quinzena. Entretanto nada definido ainda.

Na Itália, onde a crise causada pela contaminação do Covid-19 é uma das mais graves do mundo, a discussão está em torno de quando os treinos poderão ser retomados. A princípio os dirigentes trabalham com a possibilidade de liberar os clubes a treinarem a partir do início de maio.

Na Inglaterra, a única definição é a de que a Premier League não será retomada no início de maio. Assim, os dirigentes aguardam o posicionamento do governo para fazerem qualquer definição.

Na Espanha, onde a crise também é muito grave, as discussões giram em torno de retomar os jogos no final de maio ou início de junho. Novamente, sem definições concretas, à espera de posicionamentos do governo no combate à pandemia.

Como os times voltam fisicamente

O segundo ponto a ser considerado para tentarmos entender o que esperar do retorno dos campeonatos, obviamente, é a questão física dos atletas. Basicamente, a grande maioria segue em isolamento social, sem a rotina de treinos diária dentro do clube.

Existe um planejamento dos clubes em manterem uma espécie de rotina de treinos com seus atletas. Todavia, por mais eficientes que esses métodos possam ser, dependem muito da disciplina e comprometimento de cada atleta.

O ambiente residencial está longe de ser o mesmo dentro do clube. A tendência é que haja um relaxamento natural, o nível de comprometimento e dedicação tende a cair relativamente.

Assim sendo, é natural que alguns atletas possam apresentar uma queda de rendimento quando voltarem a jogar.

Além disso, a temporada europeia chegava em sua reta final, com atletas se aproximando do limite do desgaste físico. Sem sombra de dúvidas, essa parada comprometeu todo o planejamento de preparação física feita no início da temporada.

Como os Times Estarão Tecnicamente

Outra questão importante para refletirmos é como as equipes estarão em termos técnicos. Será que times que vinham numa sequência vitoriosa irão conseguir manter a boa fase?

Sabemos que manter a boa fase está diretamente ligada com a questão da autoconfiança dos jogadores. Temos que considerar que essa crise não afeta apenas pontos físicos, mas também psicológicos. O isolamento social pode gerar desdobramentos negativos que não estamos habituados a enfrentar.

Resumidamente, a grande verdade é que nunca passamos por nada parecido, e não temos certeza das consequências de tudo isso.

Dessa forma, considerando a gravidade dessa crise, naturalmente, essa parada pode sim significar uma quebra na boa fase de algumas equipes. Muito por conta do abalo emocional que alguns jogadores podem sofrer nesse período. Como eu sempre destaco, jamais podemos subestimar o poder da mente.

Portanto, manter ou recuperar a confiança dos atletas é fundamental para as equipes conseguirem o nível de atuação de antes da parada.

Questões Contratuais

Além disso, uma questão importantíssima é a burocracia envolvendo os contratos que terminam em junho. Muitos atletas podem deixar as equipes antes do término da temporada, abalando ainda mais o planejamento inicial para a temporada.

Existem medidas sendo discutidas em relação a prorrogação de contratos, mas é um fator que não se resolve de forma tão simples. Uma vez que as decisões sobre as questões trabalhistas são específicas em cada país. Dessa maneira, dificilmente teremos um consenso, que seja padrão para todos os contratos.

Inevitavelmente, essa questão também deve ser considerada para medirmos os impactos dessa parada no retorno dos campeonatos.

Conclusão

Basicamente, onde para muitos existem ameaças, outros tantos podem ver oportunidades. Equipes que conseguirem prever os desdobramentos negativos e agirem para neutralizá-los, poderão ter vantagem. Quer seja para manterem a boa fase, quer seja para virarem o jogo.

Isso tudo sem considerar o problema financeiro que os clubes irão enfrentar, mas isso sem dúvidas é assunto para outra oportunidade.

Enfim, descobriremos tudo isso em breve. De qualquer forma, é melhor nos mantermos atentos para novas discussões e fatos que possam nos trazer clareza sobre esses impactos.

Grande abraço, se cuidem e até a próxima!

Raul Ando Junior

Apaixonado por futebol. Criador do modelo DRAF. Autor do Manual de Análise Tática. Instrutor do Curso de Análise Tática (Estratégia no Futebol). Fundador do Categoria Canal no YouTube. Palestrante.